Pesquise nas páginas da Igreja:

20 de outubro de 2014

Jesuítas na onda

Estava eu conferindo o site do Centro Cultural de Brasília quando notei um "jesuitas.com" no alto da página. Cliquei e aparece - novidade para mim - o Portal Jesuítas do Brasil.

Acho que, esta época de profusão de sites na internet, nada melhor do que a ideia de colocar tudo numa só página; neste caso, todos os organismos dos jesuítas, inclusive suas paróquias, estão ali. Como são práticos os jesuítas, Francisco?

17 de outubro de 2014

Institutos Seculares

Lindíssimo o site do CMIS (Conferência Mundial dos Institutos Seculares), perfeito para os monitores wild, mas principalmente pela distribuição de rico conteúdo sobre a realidade da vida religiosa nos institutos em todo o mundo. No Brasil, seu braço é o CNIS (Conferência Nacional dos Institutos Seculares), que se apresenta num blog, com notícias em sua linha principal, e menus com as reuniões ordinárias, assembleias, institutos filiados e novos institutos.

16 de outubro de 2014

Educação - endereços em revisão

Vou atualizando e revisando os endereços das escolas católicas. Digam se hé novidades ou mesmo se há endereços errados. Entre aqui.

5 de setembro de 2014

Sob abas

Eis que estava indo visitar a página da Santa Sé quando, de repente, "puuuxa, que legal!", mudou tudo. Depois de anos, em vez daquele disco com fundo em papel-antigo, o site apresenta-se em forma de abas sobrepostas...com fundo em papel-antigo.

Tudo bem, mudou bem pouco, analisando um pouco mais: devido ao formato agora comum dos monitores, o visitante encontra as informações mais bem distribuídas, com destaque para as atualizações sobre as atividades pontificais e do Estado Vaticano, ladeadas por um tickerzinho de atualizações do @pontifex. Um alívio saber, pelo uso do html, que a internet discada, tão presente na Igreja dos rincões do mundo, não foi esquecida.

12 de maio de 2014

Atualizando

Começando um ciclo de atualizações de links católicos - e finalmente atendendo os e-mails!

13 de março de 2014

Um ano franciscano

Faz um ano que Francisco foi retirado dos "confins do mundo" para ser o novo servo dos servos do povo de Deus. Em plena era das redes sociais, era de se esperar uma comoção mediática maior que em outros tempos, mas a verdade é que o papa sabe comunicar-se, pessoalmente ou na web.

Disse isso tudo porque, olhando esses sites todos apresentados aqui, poucos seriam aprovados pelo olhar moderno de Francisco; vê-se que a maioria ainda apresenta ranços de uma cultura religiosa que não pertence mais a Igreja, e que por isso mais atrapalham do que ajudam na difícil tarefa de mostrar ao mundo de hoje o amor de Deus.